10°C 21°C
Chapecó, SC
Publicidade

CRA reconhece Santa Rosa de Lima (SC) como Capital Nacional da Meliponicultura

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou nesta quarta-feira, em caráter terminativo, (3) o projeto de lei que confere a Santa Rosa...

03/07/2024 às 20h52
Por: Redação Fonte: Agência Senado
Compartilhe:
A relevância econômica da criação de abelhas sem ferrão no município foi destacada pela relatora, Ivete da Silveira - Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado
A relevância econômica da criação de abelhas sem ferrão no município foi destacada pela relatora, Ivete da Silveira - Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

A Comissão de Agricultura e Reforma Agrária (CRA) aprovou nesta quarta-feira, em caráter terminativo, (3) o projeto de lei que confere a Santa Rosa de Lima (SC) o título de Capital Nacional da Meliponicultura. O PL 752/2022 teve origem na Câmara dos Deputados e foi relatado pela senadora Ivete da Silveira (MDB-SC). A aprovação da matéria será comunicada ao Plenário.

Continua após a publicidade
Anúncio

Diferente da apicultura, focada na criação de abelhas com ferrão, como aapis mellifera, a meliponicultura envolve o manejo de espécies nativas de abelhas que não possuem ferrão, sendo uma atividade com importantes implicações ecológicas, econômicas e sociais, disse a relatora.

O município catarinense de Santa Rosa de Lima, a 125 km de Florianópolis, destaca-se nessa prática. A atividade teve início na década de 1990, impulsionada pelos ensinamentos do técnico Jean Carlos Locatelli. Hoje, o município abriga mais de 25 mil colônias matrizes e 31 espécies de abelhas, o que contribui para a preservação da biodiversidade local e para o sustento de aproximadamente 100 famílias.

Continua após a publicidade
Anúncio

Topografia

A topografia única de Santa Rosa de Lima, marcada por seu relevo acidentado, favorece a meliponicultura e integra a atividade na economia local. A prática não apenas apoia a conservação de espécies em risco, como a abelha guaraipo, como também promove a recomposição da vegetação nativa, essencial para a sustentação das colônias, afirmou Ivete da Silveira.

— A integração da meliponicultura na estrutura social e educacional do município, com a presença de criadouros urbanos e projetos em escolas e unidades de saúde, destaca o compromisso de Santa Rosa de Lima com a educação ambiental e a conservação de espécies. Assim, tendo em vista o histórico da atividade na região e a sinergia entre conservação ambiental e desenvolvimento socioeconômico, resta justificado o título de Capital Nacional da Meliponicultura ao município de Santa Rosa de Lima — concluiu a relatora.

Continua após a publicidade
Anúncio
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Lenium - Criar site de notícias